Polícia procura por "tarado da Poti vermelha"

20/11/2020 08h07 - Atualizado há 12 dias

Tarado toca partes íntimas de vítima e, sem o menor receio, ainda grita "sua gostosa"

Cb image default
TONI REIS

No começo da note de ontem (19), por volta das 19:30 hs, uma mulher foi vítima de "IMPORTUNAÇAO SEXUAL".

A vítima, uma mulher de 38 anos, fazia uma "caminhada" quando, ao andar pela Rua Nioaque, foi atacada por um indivíduo que deu um tapa em suas nádegas e tentou e tentou colocar a mão dentro de seu shorts.

Sem conseguir êxito,  o criminoso se afastou lentamente, momento em que a vítima conseguiu esboçar reação e xingá-lo, sendo respondida pelo homem que ainda gritou de volta "sua gostosa".

O criminoso, ainda não identificado pela polícia, andava em uma bicicleta Poti vermelha, possui pele morena, cerca de 1,7 m de altura, cabelo curto e trajava  blusa regata cinza, bermuda verde e chinelos de dedo.

Imagens de câmeras de monitoramento da região devem ser requisitadas pela polícia para uma possível identificação do criminoso.

Infelizmente ainda existem pessoas, homens e mulheres, que ainda consideram o crime de IMPORTUNAÇÃO SEXUAL como uma bobagem, que não tem gravidade. Mas o ataque sexual é um crime de predador, um crime que fere não só a dignidade da vítima, mas principalmente sua autoestima. Os predadores, abusadores, estupradores e homicidas sexuais, como quiserem chamar, um dia começaram assim, passando a mão e falando palavras obscenas.

Por TONI REIS