Menina queimada pelo ex-padrasto em Sidrolândia, morre na Santa Casa de Campo Grande

12/02/2024 11h15 - Atualizado há 18 dias

A menina não resistiu as complicações de saúde e acabou vindo à óbito no último sábado (10)

Cb image default
Santa Casa de Campo Grande

Morreu no último sábado (10), vítima de complicações das queimaduras, a menina de 11 anos queimada pelo ex-padrasto em um incêndio criminoso na casa onde residia.

A menina estava internada na Santa Casa de Campo Grande desde o dia 07 de dezembro do ano passado, onde recebia tratamento para queimaduras em cerca de 80 % do corpo.

Encontrava-se em como e já havia sido submetida a procedimentos para amputar parte do braço e da perna direita, além dos dedos da mão esquerda.

O suspeito por ter espancado as meninas, de 3 e 11 anos, e ateado a casa onde moravam era o ex-namorado da mãe, Lucas Cáceres Kempener, de 24 anos, que chegou a ser preso e acabou solto por falta de provas. Posteriormente Lucas acabou morto pela polícia, durante o cumprimento de um mandado de prisão.

Por TONI REIS