Calor e baixa umidade do ar podem trazer problemas a saúde; veja orientações

12/08/2015 00h00 - Atualizado há 2 anos

O tempo deve continuar seco em Mato Grosso do Sul pelos próximos dias, com índices de umidade relativa do ar abaixo de 20%, considerado estado de alerta. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), um nível considerado aceitável deve estar acima de 30%, abaixo disso já é prejudicial a saúde.

De acordo com o Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos (Cemtec), a umidade relativa do ar foi a menor registrada no ano, com índice de 19%. O percentual deve continuar abaixo de 20%.

O calor e o tempo seco podem trazer problemas a saúde. Os principais problemas decorrentes da baixa umidade relativa do ar são complicações alérgicas e respiratórias devido ao ressecamento de mucosas; sangramento pelo nariz; ressecamento da pele; irritação dos olhos; eletricidade estática nas pessoas e em equipamentos eletrônicos e aumento do potencial de incêndios em pastagens e florestas.

A orientação é para a população suprimir exercícios físicos e trabalho ao ar livre entre as 10h e 16h; umidificar o ambiente através de vaporizadores, toalhas molhadas e recipientes com água; permanecer sempre que possível em locais protegidos do sol, usar soro fisiológico nos olhos e narinas, evitar aglomerações de pessoas e beber bastante água.

correiodoestado