Pia destaca atuação coletiva da Seleção Feminina na vitória sobre a Argentina

19/02/2021 16h18 - Atualizado há 17 dias

Pia destaca atuação coletiva da Seleção Feminina na vitória sobre a Argentina

Cb image default
Créditos: Sam Robles/CBF

A Seleção Brasileira Feminina estreou com vitória no Torneio She Believes. Na tarde desta quinta-feira (18), em Orlando, nos Estados Unidos, as brasileiras bateram a Argentina por 4 a 1, com gols de Marta, Debinha, Adriana e Geyse. O tento das argentinas foi anotado por Mariana Larroquette. Em entrevista coletiva após a partida, a técnica Pia Sundhage avaliou o duelo e destacou a importância dos testes que está promovendo na equipe de olho nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

"O meio-campo é um espaço importante, nós não tínhamos Luana e Formiga, e eu estou impressionada com o jeito que as jogadoras jogaram hoje. No primeiro tempo, elas sofreram um pouco, mas lutaram. Eu gosto quando a Adriana se envolve no jogo e ela precisa se envolver um pouco mais, o mesmo com Julia Bianchi. Estou feliz com as jogadoras que vieram do banco. Marcamos quatro gols contra a Argentina, isso foi bom", destacou Pia.

Cb image default
Créditos: Sam Robles/CBF

O primeiro gol veio em uma cobrança de pênalti convertida por Marta, no início da primeira etapa. A camisa 10 da Seleção foi elogiada pela treinadora com sua performance exaltada pela sueca. Pia lembrou que o Torneio She Believes será importante para obter respostas em relação ao elenco que poderá disputar a Olimpíada.

"Nós teremos mais dois jogos, então vocês verão mais algumas jogadoras jogando também. Um jogadora como a Marta, é importante que ela esteja envolvida na partida e tenha tempo de bola. Posso falar que não será o mesmo time titular. O meio-campo é a chave para o jeito que nós queremos jogar, elas precisam ser boas nos dois lados da bola. Se olharmos para a Andressinha que saiu do banco, ela é muito confiante com a bola e isso é importante, assim como todas as outras escolhidas. Agora, o desafio é ter uma direção no jogo, nós continuaremos tentando jogadas pelo meio", avaliou.

No segundo tempo, com as alterações feitas pela sueca, a Seleção deslanchou na partida e sacramentou a goleada. Na última metade da partidas os gols foram anotados por Debinha, Adriana e Geyse. Pia exaltou a atuação da equipe e destacou que há muito potencial para ser desenvolvido ao longo da competição.

Cb image default

Créditos: Sam Robles/CBF

"Às vezes você tem que correr para alguém ou tem que cobrir espaços por uma colega, isso significa que você tem que fazer contato visual e se comunicar com as suas colegas de equipe. Independe se você está tendo um jogo bom ou ruim, você tem que jogar pela equipe, tem que contribuir", enfatizou.

Outros pontos comentados pela técnica foram a compactação e a atuação do setor defensivo. Segundo Pia, o melhor caminho para acelerar as jogadas é a compactação das atletas, com todas próximas no campo. Só assim a Seleção conseguirá imprimir velocidade aos seus contra-ataques.

"Existia um grande espaço entre as últimas quatro jogadoras da Argentina e acredito que nós poderíamos ter feito um trabalho melhor para infiltrar na zaga. Quando conseguimos, fomos bastante perigosas. A defesa é a outra chave do time. Eu acho que a Rafa, do jeito que ela joga agora, será uma grande jogadora a nível mundial. Nós testaremos diferentes jogadoras na zaga", concluiu Pia Sundhage.

Cb image default
Créditos: Sam Robles/CBF

A Seleção Feminina volta a campo neste domingo (21), às 17h (Horário de Brasília), para enfrentar as atuais campeãs mundiais, os Estados Unidos, na segunda rodada do Torneio She Believes. A partida terá transmissão ao vivo no SporTV.

Seleção Feminina Principal

Confederação Brasileira de Futebol