Medina dá show, Mineirinho domina, e Alejo elimina Filipe Toledo em J-Bay

14/07/2015 00h00 - Atualizado há 2 anos

Atual campeão mundial e 20º colocado do mundo,Gabriel Medina finalmente reencontrou o seu melhor surfe na África do Sul. Inspirado, o paulista de São Sebastião deu um show nas direitas de Jeffreys Bay, palco da sexta etapa do Circuito Mundial, e despachou o aussie Matt Wilkinson (14º) com belos aéreos para garantir a vaga na quarta fase. O local de Maresias tirou três notas acima de 9.00, somou 19.07 (9.47 + 9.60), a maior pontuação do campeonato até o momento, e ainda dispensou um 9.07. Líder do ranking mundial, Adriano de Souza, oMineirinho, também fez bonito na terceira fase, nesta terça-feira, em um dia que começou com condições desafiadoras. Mostrando toda a força de seu power surf, o paulista do Guarujá derrotou pela primeira vez em sete confrontos na carreira o perigoso wildcard Dane Reynolds, showman californiano. Em um duelo brasileiro de altíssimo nível, Alejo Muniz eliminou Filipe Toledo e também avançou. Quem também tem motivos para comemorar é Wiggolly Dantas (17º). Agressivo, o calouro da elite eliminou o australiano campeão mundial Joel Parkinson (15º), dono de dois títulos em J-Bay e um dos favoritos da etapa.

O australiano Mick Fanning (4º), tricampeão e defensor do título da etapa, e o americano Kelly Slater (11º), maior vencedor da história em Jeffreys Bay, com quatro vitórias, também venceram. Na quarta fase, não eliminatória, Mineirinho e Wiggolly medem forças em uma bateria que ainda conta com a presença do americano Nat Young. Alejo encara Keanu Asing e Michel Bourez. Em uma disputa que inclui 15 títulos mundiais, o atual campeão Medina enfrenta a lenda Slater, dono de 11 canecos, e o australiano Mick Fanning, com três troféus na coleção. Quem vencer, avança direto às quartas de final, enquanto os perdedores lutam pela sobrevivência em mais uma repescagem (quinta fase).

- Todo dia é diferente, e você precisa dar sempre 100% em todas as condições. Quando acordei de manhã e vi o vento, aproveitei para surfar e testar a prancha. Tentei pressioná-lo no início e, felizmente, isso fez a diferença no fim. Estou querendo muito conquistar este evento. Eu costumo trabalhar no dia a dia, sei que ainda há uma longa estrada pela frente, mas estou trabalhando duro e estou vendo que os resultados estão bons, então, vou manter o ritmo e a estratégia - disse Mineirinho, campeão de uma etapa em Jeffreys Bay válida pelo ranking de acesso, em 2012.

http://globoesporte.globo.com/