Em lista sem brasileiros, Mourinho é apontado melhor técnico do mundo

15/07/2015 00h00 - Atualizado há 2 anos

A conceituada revista FourFourTwo também acredita que os treinadores brasileiros andam em baixa. A publicação concluiu em seu site, nesta quarta-feira, a divulgação do top 50 de técnicos em todo o mundo em 2015, no qual José Mourinho foi eleito o melhor, seguido por Guardiola e Luis Enrique. Entre os nomes citados não está nenhum brasuca, embora haja espaço para um australiano, um belga e até mesmo um congolês. O colombiano Juan Carlos Osorio, do São Paulo, é o único que atua no futebol brasileiro, aparecendo em 49º.

A revista conta como critérios o desempenho dos comandantes nas competições, mas também sua reputação mundial e sua habilidade para mudar as partidas taticamente. Dentro desta ideia, Mourinho ficou no topo, segundo a revista, por ter uma inigualável habilidade de manter os adversários em seu domínio independentemente das circunstâncias, assim como o aposentado Sir Alex Ferguson.

Completam o top 10 o argentino Diego Simeone, do Atlético de Madrid; o italiano Maxi Allegri, do Juventus; o alemão Jürgen Klopp, sem clube; o espanhol Unai Umery, do Sevilla; o alemão Joachim Löw, da seleção alemã; o italiano Carlo Ancelotti, também sem clube; e o francês Laurent Blanc, do Paris Saint-Germain.

Embora as primeira colocações apontem que a reputação tem mesmo grande peso, técnicos que conseguiram grandes feitos na temporada com equipes menores também ficaram bem posicionados, como o suíço Lucien Favre (17º), do Borussia Mönchengladbach, terceiro colocado no Campeonato Alemão. Ou o ex-jogador da Holanda Philip Cocu (18º), comandante do PSV na conquista do Campeonato Holandês depois de sete anos. O espanhol Marcelino, do Villarreal, aparece na 20ª colocação.

Há espaço também para nomes mais inusitados, como o do americano Bob Bradley (24º), do Stabaek, da Noruega, ou o do francês Jocelyn Gouvennec (30º), do Guingamp, 10º colocado na França. Chamam a atenção, ainda, a presença do croata Slaven Bilic (43º), do West Ham; do australiano Tony Popovic (45º), do Western Sydney Wanderers; e do belga Hein Vanhaezebrouck (47º), do Gent. O colombiano Juan Carlos Osorio, do São Paulo, é o 49º colocado e único que atua no futebol brasileiro em toda a lista. Atrás dele está o comandante do Congo, Florent Ibenge.

Veja a lista completa:

1- José Mourinho (Portugal) - Chelsea

2- Pep Guardiola (Espanha) - Bayern de Munique

3- Luis Enrique (Espanha) - Barcelona

4- Diego Simeone (Argentina) - Atlético de Madrid

5- Massimiliano Allegri (Itália) - Juventus

6- Jürgen Klopp (Alemanha) - sem clube

7- Unai Emery (Espanha) - Sevilla

8- Joachim Löw (Alemanha) - seleção alemã

9- Carlo Ancelotti (Itália) - sem clube

10- Laurent Blanc (França) - Paris Saint-Germain

11- Arséne Wenger (França) - Arsenal

12- Leonardo Jardim (Portugal) - Monaco

13- Ronald Koeman (Holanda) - Southampon

14- Rudi García (França) - Roma

15- Jorge Jesus (Portugal) - Benfica

16- Louis van Gaal (Holanda) - Manchester United

17- Lucien Favre (Suíça) - Borussia Mönchengladbach

18- Philip Cocu (Holanda) - PSV

19- Oscar Tabárez (Uruguai) - seleção uruguaia

20- Marcelino (Espanha) - Villarreal

21- José Pekerman (Argentina) - seleção colombiana

22- Edgardou Bauza (Argentina) - San Lorenzo

23- Mircea Lucescu (Romênia) - Shakhtar Donetsk

24- Bob Bradley (Estados Unidos) - Staebak-NOR

25- Dieter Hecking (Alemanha) - Wolfsburg

26- Jorge Sampaoli (Argentina) - seleção chilena

27- Roger Schmidt (Alemanha) - Bayer Leverkusen

28- Didier Deschamps (França) - seleção francesa

29- Giampiero Ventura (Itália) - Torino

30- Jocelyn Gourvennec (França) - Guinguamp

31- Marcelo Gallardo (Argentina) River Plate

32- Vicente del Bosque (Espanha) - seleção espanhola

33- Sergei Rebrov (Ucrânia) - Dínamo de Kiev

34- Antonio Conte (Itália) - seleção italiana

35- Manuel Pellegrini (Chile) - Manchester City

36- Rafa Benítez (Espanha) - Real Madrid

37- Frank de Boer (Holanda) - Ajax

38- Myron Markevych (Ucrânia) - Dnipro-

39- Ange Postecoglou (Austrália) - seleção australiana

40- Markus Weinzierl (Alemanha) - Augsburg

41- Lars Lagerbäck (Suécia) - Islândia

42- Herve Renard (França) - Lille

43- Slaven Bilic (Croácia) - West Ham

44- Gian Piero Gasperini (Itália) - Genoa

45- Tony Popovic (Austrália) - West Sydney Wanderers- AUS

46- Bruce Arena (Estados Unidos) - Los Angeles Galaxy

47- Hein Vanhaezebrouck (Bélgica) - Gent-BEL

48- Pavel Vrba (República Tche) - seleção tcheca

49- Juan Carlos Osorio - São Paulo

50- Florent Ibange (Congo) - seleção congolesa

http://globoesporte.globo.com/