Prefeitura Municipal: Quem tem QI não perde a gratificação

09/12/2014 00h00 - Atualizado há 1 ano
Cb image default
Divulgação

As distorções continuam ocorrendo, no que se refere a folha de pagamento, no executivo municipal. São vários e diversos casos, que vão desde servidores exonerados e admitidos na mesma data e com classificação e vencimentos maiores, até o caso dessas duas funcionárias, concursadas, que desempenham a mesma função, no mesmo local de trabalho, sendo que uma recebe uma gratificação de 47% sobre o salário e a outra não. Coincidência ou não, a servidora, agraciada com a gratificação, possui ligação de parentesco com o presidente do PSDB, empresário Moacir Hernandes, que é o maior interlocutor do governo municipal, pessoa que toma decisões importantes junto ao executivo.

O que deve ser explicado é o porquê dessa disparidade, principalmente no momento em que o executivo cortou gratificações de cargos importantes de chefia, igualando salários de comandantes e comandados, deixando acéfalos, principalmente os postos de saúde, com a justificativa de contenção de gastos. Seria essa contenção só para quem não tem QI (quem indicou)?