Governo Municipal investe em maquiagem e deixa de lado idosos, crianças, trabalho e segurança

01/02/2016 00h00 - Atualizado há 1 ano
Cb image default
Divulgação

Nesse ano de 2016, ano em que ocorrerão as eleições municipais, em todo o território Nacional, onde serão escolhidos prefeitos e vereadores, o Governo Municipal de Sidrolândia abre os cofres para a maquiar suas ações. No orçamento para esse ano, aprovado pela câmara de vereadores e sancionado pelo Prefeito Ari Basso, temos como exemplo a Cultura, que terá um orçamento de R$ 543.500,00 e a Secretaria de Juventude Esporte e Lazer com R$ 975.000,00. Não podemos deixar de fazer a comparação com o orçamento que será destinado a Segurança Pública, R$ 75.000,00 e ao Trabalho, R$ 10.000,00, comprovando a real preocupação, do Executivo Municipal, com esses dois itens que interferem diretamente na vida das famílias sidrolandenses.

Outros números que chamam muito a atenção, são os dos valores destinados aos fundos da Criança e do Adolescente, R$ 17.000,00 e Fundo Municipal de Direitos do Idoso R$ 5.000,00, valores ínfimos para duas fases da vida, onde o poder público deveria fazer investimentos pesados, de um lado, por se tratar de quem construiu esse município até hoje e, de outro, de quem o fará no futuro.

Enormes mastros com bandeiras estão aparecendo por toda a cidade, reforma de ginásios, cursos da CBF (FIFA), apostilas, notebooks, mas cadê a saúde? Cadê os remédios? Cadê o direito de fazer um exâme médico antes de morrer? Cadê a diminuição da superlotação das escolas? Cadê o transporte Universitário? O ser humano tem que ser a prioridade de qualquer governo, principalmente o mais humilde economicamente.