ELEIÇÕES 2020: Os "santinhos" serão desinfetados? Os candidatos poderão entrar de casa em casa?

27/08/2020 10h47 - Atualizado há 29 dias

Como impedir que o material de campanha seja um vetor de disseminação do COVID?

Cb image default
Divulgação

O pleito eleitoral, mantido apesar da pandemia de COVID-19, poderá ser o grande evento disseminador do vírus no Brasil.

Diferente do carnaval, que só frequenta quem quer, a eleição é obrigatória, principalmente para quem nela irá trabalhar, visto que os eleitores podem se abster de votar, pagar uma taxa e justificar a ausência.

As medidas "sanitárias" adotadas para evitar o contágio em massa da população", no dia da votação, são apenas o final do processo, visto que antes haverá uma campanha eleitoral, onde as visitas de candidatos de casa em casa, o corpo a corpo e a distribuição de "santinhos", "colinhas" e "adesivos", para citar somente as coisas lícitas distribuídas em uma campanha eleitoral, podem ser os vetores para a disseminação do vírus, infectando muitas pessoas ao mesmo tempo e causando o colapso das estruturas de saúde.

Vários são os questionamentos que estão sendo postos à mesa, por alguns candidatos preocupados com a população, por parte da imprensa e pela própria população em geral:

1º- Os candidatos poderão andar distribuindo material pelas ruas?

2º- Poderão ir de porta em porta, ingressando nas residências para pedir voto?

3º- Poderão, em suas andanças, andar acompanhados de várias pessoas, quebrando o distanciamento social?

4º- Poderão ser realizadas reuniões e comícios?

5º- Poderão os cabos eleitorais andar em grupos distribuindo material de campanha?

6º- Quem vai atestar que o material não está contaminado, visto que é confeccionado em papel e não tem como passar o álcool em gel antes de entregar ao eleitor?

7º- O fato de ser uma campanha eleitoral, conduzida pelo TSE, altera ou desobriga o cumprimento de medidas de distanciamento e aglomeração?

8º- Quem irá fiscalizar e como irão ser fiscalizadas as centenas de candidatos e cabos eleitorais que estarão pelas ruas trabalhando na campanha eleitoral?

9º- As regras sanitárias e as eleitorais serão fiscalizadas pelas mesmas autoridades?

O Site Visão Popular solicitou, e está aguardando, uma agenda com a Promotoria Eleitoral de Sidrolândia, com o intuito de dirimir essas e outras dúvidas e de poder informar a candidatos e eleitores como deverão proceder diante dessa atípica situação.

Por TONI REIS