APOIADO POR BOLSONARO: Venda de órgãos e outras frases polêmicas (e mentirosas) de Milei

14/08/2023 17h18 - Atualizado há 11 mêses

Candidato mais votado nas primárias da Argentina já declarou apoio à venda legalizada de órgãos.

Cb image default
Divulgação

No domingo (14) houve uma surpresa na Argentina: a primeira etapa das eleições presidenciais, as Paso (prévias simultâneas e obrigatórias) foram vencidas por um candidato "outsider", o economista Javier Milei. As pesquisas esperavam que Milei teria uma boa votação, mas não se esperava que ele terminasse em primeiro. Com 97% das urnas apuradas, o resultado é o seguinte:

A Liberdade Avança (Javier Milei): 30,04%

Juntos pela Mudança (Patricia Bullrich): 28,27%

União pela Pátria (Sérgio Massa): 27,27%

Milei é um economista, mas ele ficou famoso como participante de mesas redondas sobre política na TV. Ele sempre se apresentou como um ultralibertário --ou seja, ele é favorável ao Estado mínimo. Quando ele era um polemista de TV, disse diversas frases de efeito. Depois, já como político, seguiu com um discurso chamativo. Veja abaixo algumas das frases dele.

Meio ambiente

"O aquecimento global é uma mentira."

"Se olharmos os estudos, a temperatura de 10 mil anos atrás, 5 mil anos atrás estava no mesmo nível (da atual)."

Na verdade, existe um consenso entre os cientistas de que há aquecimento global causado pela ação humana.

Venda dos órgãos do próprio corpo

"Meu corpo é minha propriedade. Por que não posso vender?", defendeu ele.

Em junho de 2022, Milei disse durante uma entrevista que endossa a prática legalizada de vendas de órgãos.

Venda de armas

"Os Estados que permitem o livre porte de armas têm muito menos crimes."

Conforme esclarecido pela agência Chequedo, a violência social é um fenômeno complexo, e a evidência demonstra que a presença de mais armas está vinculada a mais crimes --ou seja, o oposto do que Milei diz.

Crise na Argentina

"Os indicadores sociais da economia são piores daqueles que tínhamos em 2001."

Em 2001, a Argentina passou por uma grave crise social, motivada por problemas econômicos --resumidamente, a moeda era atrelada ao dólar, faltavam dólares no país e, por isso, não havia moeda para a economia girar.

A agência Chequeado afirma que Milei está errado: todos os indicadores sociais importantes estão melhores do que na crise de 2001/2002. A probreza e a indigência chegaram a níveis recordes no começo do século e hoje registram números inferiores. Além disso, o desemprego em 2001 era quase o triplo do atual, e a desigualdade era maior.

Trump e Bolsonaro

"É quase natural meu alinhamento com Trump e Bolsonaro. "

Falando ao jornal "O Globo" em setembro de 2021, ele disse se ver próximo a Jair Bolsonaro, ex-presidente do Brasil, e Donald Trump, ex-presidente dos Estados Unidos.

A função da irmã em seu projeto

"Eu a colocaria como primeira-dama", disse ele acrescentando que ela é a pessoa que ele mais confia em todo o mundo.

Milei não tem um cônjuge e baseia boa parte das suas decisões de campanha nas conversas que tem com sua irmã. Quando questionado em 2022 qual seria a função da sua irmã, Karina Milei, durante seu governo ele respondeu de uma forma inusitada. Reportagens das mídias argentinas dizem que ele e Karina utilizam o tarô para questões importantes.

O sexo tântrico

"Fui professor."

Em um programa de entrevistas, perguntaram a Milei se ele praticava sexo tântrico. Ele respondeu que foi professor, e em seguida afirmou que há um código de cores ligado à prática.

A visão econômica de Deus

"Deus é libertário e o sistema é a encarnação do Demônio", disse ele durante uma entrevista em 2018.

Muito religioso e ligado à Igreja Católica, Milei diz que Deus e ele defendem da mesma visão econômica, sem embasar essas declarações com nenhum argumento.

Por g1