SALÁRIOS ATRASADOS: Profissionais de enfermagem ameaçam entrar em greve em Dourados

13/01/2021 08h12 - Atualizado há 4 dias

O documento foi entregue à secretaria municipal de Saúde

Cb image default

 Crédito: Hedio Fazan/Dourados News/Arquivo

Foi protocolado nesta terça-feira (12) pelo Sindenf-MS (Sindicato dos Servidores dos Setores de Enfermagem da Grande Dourados) ofício comunicando paralisação parcial das atividades do setor até a próxima sexta-feira (15).

O documento é assinado pela presidente do sindicato, Elizabeth Pereira Neto Oliveira e entregue ao gabinete do prefeito Alan Guedes (PP) e ao secretário municipal de Saúde, Frederico de Oliveira Weissinger.

A sinalização de greve é feita em decorrência de atraso nos pagamentos dos salários dos servidores referente ao mês de dezembro de 2020 e que deveriam ser quitados até o quinto dia útil de janeiro de 2021.

Ao todo, 336 profissionais do setor de enfermagem prestam serviços ao município, sendo 94 enfermeiros, 65 técnicos de enfermagem e 177 auxiliares de enfermagem.

O sindicado afirma que pretende cumprir as regras impostas pela Lei de Greve. Por se tratar de serviço considerado essencial, sobretudo em período de pandemia do coronavírus (Covid-19), 30% dos postos de trabalho deste setor será mantido.

Além disso, Sindenf-MS comunica que os profissionais de saúde vão paralisar as atividades somente após 72 horas correntes da entrega do ofício entregue ao poder executivo de Dourados.

Outro lado

Ao Dourados News, a assessoria de comunicação social da prefeitura informou que uma reunião foi realizada o início da tarde com a presença do prefeito e do secretariado visando dar uma resposta a todos os servidores públicos municipais.

Até o final do dia desta terça-feira (12) devem anunciadas as medidas a serem tomadas em relação ao atraso dos pagamentos. Os salários devem ser quitados pelo menos parcialmente ainda nesta semana, de acordo com a prefeitura de Dourados.

Por Wender Carbonari

DOURADOS NEWS