Bilionário, orçamento de Dourados quase dobrou em 10 anos

01/12/2020 08h25 - Atualizado há 1 mês

Orçamento de Dourados passa de R$ 1 bilhão desde 2019

Cb image default

 Crédito: André Bento/Arquivo/Dourados News

O bilionário orçamento de Dourados quase dobrou nos 10 anos recentes. Fixado em R$ 1,164 bilhão para o exercício financeiro de 2021, quando Alan Guedes (PP) deve comandar o Executivo municipal, era pouco superior a 656,6 milhões em 2011, quando a atual prefeita, Délia Razuk (sem partido), conduziu a prefeitura pela primeira vez, interinamente.

Nessa década, o crescimento orçamentário do mais populoso município do interior de Mato Grosso do Sul foi superior a meio bilhão de reais, exatamente de R$ 507.345.797,00.

Aprovada pela Lei n° 3.422 de 11 de dezembro de 2010 e alterado pela Lei n° 3.423 de 17 de dezembro do mesmo ano, a peça orçamentária de 2011 estimava receita e fixada despesa no valor total consolidado de R$ 656.654.203,00, importando o Orçamento Fiscal em R$ 512.226.247,00 e o de Seguridade Social em R$ 144.427.956,00.

Para aquele exercício financeiro, foram destinados originalmente R$ 157.594.495,00 para a Secretaria Municipal de Saúde/Fundo Municipal de Saúde.

Já a Secretaria Municipal de Educação contou com aporte de R$ 35.374.380,00, somados a outros R$ 52.932.142,00 do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica).

Em 2012, o orçamento de Dourados foi de R$ 698.040.790,22, valor que caiu para R$ 694.325.050,48 em 2013, teve alta para R$ 708.600.000,00 em 2014 e seguiu a tendência de crescimento, fixado em R$ 770 milhões para 2015, em R$ 850 milhões para 2016, R$ 880 milhões para 2017 e R$ 916 milhões para 2018.

A cifra bilionária foi alcançada pela primeira vez no exercício financeiro de 2019, quando a peça orçamentária enviada pela prefeita Délia Razuk fixou as receitas e despesas em R$ 1.018.000.000,00.

Um ano depois, através da Lei nº 4.399 de 18 de dezembro de 2019, elevou o valor total previsto para R$ 1.110.000.000,00.

Mais recentemente, a Lei nº 4.528 de 11 de setembro de 2020, aprovada pela Câmara de Vereadores e sancionada pela chefe do Executivo com as diretrizes orçamentárias para o exercício de 2021 e outras providências, previa R$ 1.100.676.000,00 para o próximo ano.

No entanto, o Projeto de lei n° 103/2020, enviado ao Legislativo neste ano pela atual prefeita, estima orçamento maior para o primeiro ano de governo do próximo gestor, em R$ 1.164.000.000,00.

 Por André Bento

DOURADOS NEWS