Responsável de camarote da Sapucaí no Rio é presa por guardar alimentos no banheiro

12/02/2024 10h14 - Atualizado há 18 dias

Outros camarotes também foram vistoriados e um foi multado; cerca de 500 quilos de alimentos foram descartados

Cb image default

Armazenamento inadequado de alimentos no camarote Lounge Sapucaí

MP-RJ

A responsável pelo camarote Lounge Sapucaí foi presa em flagrante durante uma ação conjunta do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), da Polícia Civil e do Instituto Municipal de Vigilância Sanitária (Ivisa-Rio), no Sambódromo, neste domingo (11).

A prisão foi feita em flagrante após os órgãos verificarem que a armazenagem dos alimentos ocorria de forma imprópria no banheiro masculino do setor 12.

A equipe de fiscalização descartou cerca de 500 kg de alimentos impróprios para consumo.

“O local não possuía refrigerador para o armazenamento dos alimentos, o que comprova a falta de cuidado do camarote com a alimentação servida no local”, disse Rosemery Duarte Viana, promotora de Justiça do Ministério Público do Rio de Janeiro.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro também afirmou que foram detidas a dona de um buffet e a responsável por um camarote localizado no Setor 13 da Marquês de Sapucaí.

A Rio Carnaval, em nota oficial via plataforma “X”, reconheceu a interdição do buffet do Lounge Sapucaí e esclareceu que o espaço não possuía autorização da Liesa para instalar uma cozinha.

Outros camarotes

À CNN, a Polícia Civil confirmou que, além do camarote Lounge Sapucaí, outros camarotes foram fiscalizados.

“Além do camarote onde houve a prisão, a promotora de Justiça vistoriou os camarotes Alegria, Experience, Lounge Carioca e Favela”, afirmou o MPRJ.

Segundo a promotoria, alguns alimentos estavam armazenados com refrigeração inadequada no camarote Alegria, mas a situação foi rapidamente solucionada.

Na cozinha que atendia os camarotes Experience e Lounge Carioca algumas inadequações também foram constatadas e ajustadas pelos responsáveis

O camarote Favela foi multado pela Fiscalização Sanitária por irregularidades no preparo e armazenamento dos alimentos.

Felipe Souza da CNN